Skip to content

2011 Press Releases

Spam é a ferramenta mais utilizada no Brasil pelos ladrões virtuais

São Paulo, março de 2011 – Estudo realizado pela Trend Micro, empresa especializada em segurança digital, aponta que o spam não para de crescer e já se tornou um problema mundial. No dia 14 de janeiro, o Brasil era o responsável pelo envio de 6,8% de todos os spams que circulavam no mundo, somente atrás dos Estados Unidos (10,3%) e da Rússia (8,9%). No mesmo dia, foram registrados cerca de 102 milhões de e-mails indesejados circulando na Internet em todo o mundo. A América Latina responde por 20% destas mensagens.

A maioria dos ataques por meio de spam faz uso da engenharia social, o que ajuda em sua camuflagem, tornando-os mais propensos a enganar as vítimas. A motivação dos ataques dirigidos varia de acordo com os países onde ocorrem. No Brasil, por exemplo, o objetivo maior é o roubo de informações bancárias – 80% dos casos. Este número representa 40% dos ataques em outros países da América Latina. Já na China, por exemplo, a motivação maior é disseminar opiniões de ativistas, que protestam contra o rigor do governo para com a internet.

Um bom exemplo de ameaça que usa a engenharia social como inteligência são os ataques direcionados às redes sociais. Os cibercriminosos escaneiam comunidades e, a partir daí, conseguem informações sobre os gostos e costumes da maioria dos usuários. Em posse dessas informações, criam ameaças específicas para grupos com perfis similares, tornando a distribuição da ameaça mais eficaz.

“O ano de 2010 foi bastante lucrativo para os spammers. Os cibercriminosos reciclaram velhos truques e combinaram técnicas populares para fazer novas vítimas – e a receita deu certo”, afirma o country manager da Trend Micro, Fábio Picoli. Segundo ele, notícias atraentes, reais ou não, também foram usadas para atrair os usuários. Como, por exemplo, mensagens sobre celebridades que teriam sofrido um acidente, contendo um link ou anexo que direcionava ao malware. Outro spam utilizou cartões postais on-line para levar os usuários a acessar links mal intencionados ou a fazer o download de anexos maliciosos.

Normalmente, estes e-mails são disparados das redes chamadas de botnets, que são um conjunto de computadores ligados uns aos outros e podem ser controlados à distância por uma única máquina, sem o conhecimento e autorização do proprietário do computador. Máquinas infectadas são chamadas de zumbis.

A quantidade de spams distribuídos por essas redes é astronômica. Só no Brasil, em 2010 circularam 300 milhões de mensagens indesejadas. Por meio destas, os cibercriminosos compram e vendem produtos em nome de terceiros e fazem parcerias ilegais para roubar pessoas. Entre as redes mais conhecidas mundialmente, estão Zeus e a Koobface.

Sobre a Trend Micro

A Trend Micro Inc., líder mundial em conteúdos de segurança para internet, se concentra em garantir o intercâmbio de informações digitais para empresas e consumidores. Pioneira nessa área, a empresa está aperfeiçoando ainda mais sua tecnologia de gerenciamento integrado de ameaças, com a finalidade proteger a continuidade operacional, as informações e as propriedades particulares contra malware, spam, vazamento de dados e as mais novas ameaças web. Para saber mais sobre ameaças web e malwares visite www.trendmicro.com/go/trendwatch. Por meio de soluções flexíveis, que avaliam multiplos fatores ligados à web e possuem suporte de especialistas em todo o globo, 24 horas por dia, a Trend Micro oferece produtos confiáveis, que são comercializados através de seus canais. Informações adicionais sobre a empresa entre no www.trendmicro.com.


Siga a Trend Micro