Skip to content

2012 Press Releases

Pesquisa da Trend Micro aponta o Brasil como segundo país com maior frequência de ameaças e falhas de segurança na nuvem

• Pesquisa, que traz pela primeira vez uma análise do mercado brasileiro, sinaliza aumento global na adoção do cloud computing e mostra que segurança continua sendo o principal desafio

São Paulo, agosto de 2012 - Globalmente, a nuvem continua sendo um grande desafio quando se trata de entregar serviços de TI ágeis - mas seguros - para as empresas. O percentual de empresas que reportaram falhas de segurança de dados ou problemas com seu serviço de nuvem aumentou de 43%, em 2011, para 46%, em 2012, de acordo com a mais recente pesquisa realizada pela Trend Micro, líder mundial em segurança na era da nuvem, intitulada “Cloud Security Survey Global”.

A pesquisa, realizada anualmente e que, pela primeira vez, traz dados do Brasil, ouviu 1.400 decisores de TI dos EUA, Reino Unido, Alemanha, Índia, Canadá, Japão e Brasil. Um dos resultados constatados foi que a Índia teve a maior incidência de falhas ou questões de segurança e perda de dados (67%), seguida pelo Brasil (55%). Quando analisado ano a ano (comparação 2011/2012), a Índia também apresentou o maior aumento de falha ou questão de segurança (12 p.p.), seguida pelo Japão (7 p.p.) e Canadá (6 p.p.).

Ainda segundo o estudo, o Japão é o país com menor taxa de adoção de computação na nuvem (46%, em 2012), além de também apresentar os menores números em uso de VDI, e nuvem pública e privada. O Brasil aparece um pouco abaixo da média global de adoção de cloud computing com 56%, conforme mostra o gráfico abaixo. Quando observadas as distintas modalidades, no Brasil, a taxa de adoção de nuvem pública é de 46% e de nuvem privada é de 47%. Em termos de virtualização de servidores, a taxa brasileira é a mais baixa entre os países pesquisados – 50%.

Taxa de adoção de cloud computing – por país:

PR_CloudSecuritySurvey2012_0812

Conforme o gráfico, também pode-se notar que, ano a ano, a adoção global da nuvem aumentou de 55% para 59%. Este aumento pode ajudar a explicar as questões de segurança que as empresas relataram na pesquisa, especialmente em países como Índia e Canadá, nos quais as taxas de adoção de cloud mais cresceram. A taxa de adoção na Índia cresceu de 38% para 49%; já no Canadá esse aumento foi de 42% para 51%.

De acordo com Miguel Macedo, diretor da Trend Micro no Brasil, esse é um mercado em crescimento no Brasil, o que justificou a entrada do país na pesquisa. “As empresas brasileiras continuam investindo em segurança tradicional, mas já entenderam que os dados são móveis e precisam de uma proteção robusta que os acompanhe, independentemente de onde estejam. Há tempos as companhias nacionais olham com atenção e interesse para cloud computing e temos visto avanços localmente. Nesse momento percebemos um processo acelerado de migração para a nuvem e isso está em linha com o posicionamento da Trend Micro que, cada vez mais, se consolida como a líder em soluções de segurança para a era da nuvem. Isso pode ser comprovado pelas expectativas da Trend Micro, que é triplicar o volume de vendas de soluções para cloud em 2012”, afirma.

Outros destaques da pesquisa incluem:

  • Mais da metade (53%) dos tomadores de decisão entrevistados afirmaram que a segurança dos dados é uma das principais razões da desaceleração na decisão de adotar soluções em nuvem. Este resultado está alinhado com a declaração de 40% dos entrevistados que afirmaram que seus requisitos de segurança de TI não são atendidos pelos serviços atuais na nuvem
  • 53% dos entrevistados expressaram maior possibilidade de considerar o uso da nuvem se os provedores de serviços em nuvem realizassem uma abordagem mais prática de segurança de dados ou, se eles oferecessem mais soluções para proteger seus dados na nuvem
  • Apesar do receio em utilizar serviços em nuvem, o número de empresas que implementaram soluções em ambientes públicos e privados aumentou para 20%, contra 13% que tinham soluções implementadas em 2011
  • Dentre os respondentes que têm empregado ativamente serviços em nuvem pública, no próximo ano a estimativa de alocação de novos aplicativos é de 53%, comparado aos 46% de aplicativos que estão atualmente empregados na nuvem. Isso sinaliza um aumento consistente na demanda por serviços entre as empresas que já adotaram a nuvem
  • Há ainda bastante confusão sobre o que são exatamente os serviços de cloud computing. Quando apresentada uma lista de serviços em nuvem, 94% dos entrevistados disseram que atualmente usam pelo menos um. No entanto, 9% destes decisores indicaram que suas empresas não têm plano de implantação de serviços de computação em nuvem. Isto é consistente com os dados de 2011, quando 7% dos entrevistados deram a mesma resposta
  • Para aqueles que têm produção em nuvem pública, a grande maioria indicou que criptografa os dados armazenados na nuvem (89%). Trata-se de um aumento de 4% em relação à última pesquisa

Segundo Macedo, a responsabilidade pela segurança na nuvem deve ser compartilhada entre o prestador de serviço e a empresa. “Quanto mais controlada for a infraestrutura na nuvem, maior é a responsabilidade da organização em proporcionar segurança. Por exemplo, com uma nuvem de “infraestrutura como serviço” (IaaS – Infrastructure as a Service) o prestador de serviços é responsável pela segurança da infraestrutura, mas os clientes devem assegurar a segurança de seus sistemas operacionais, seus aplicativos e dados construídos sobre a infraestrutura em nuvem. Isto pode ser alcançado com uma maior segurança para as máquinas virtuais, que estende para ambientes em cloud a proteção integrada de arquivos e da rede. Mas, conforme os prestadores de serviços em nuvem oferecem mais plataformas subjacentes e aplicativos, tais como “Plataforma como Serviço” (PaaS – Platform as a Service) ou Software como Serviço (SaaS), elas devem assumir maior responsabilidade com relação à segurança”, acrescenta.

Não somente a segurança é a grande inibidora das implantações da cloud, mas desempenho e disponibilidade também estão entre as principais preocupações dos CIOs - 50% dos entrevistados indicaram que estas também são barreiras.

A Trend Micro tem investido fortemente em uma família de soluções com múltiplas camadas de proteção para ambientes de nuvem e virtuais - todas projetadas para garantir segurança na transferência dos dados da empresa para a nuvem, seja de venda direta às empresas ou por meio de prestadores de serviços que funcionam como “add-on” para os seus serviços.

O Trend Micro™ Deep Security foi projetado para evitar roubo de dados, interrupção dos negócios e violações de conformidade com abrangente segurança ao servidor, que oferece proteção dos servidores virtuais dos atuais datacenters e ambientes de nuvem. Além disso, o Trend Micro™ SecureCloud™, uma plataforma de criptografia que visa dar às empresas o controle sobre seus dados armazenados em nuvens públicas, privadas ou híbridas, bem como servidores físicos e virtuais.

Materiais de Suporte

  • O resumo executivo dos resultados da pesquisa pode ser visto qui
  • Para participar da discussão sobre questões de computação na nuvem, e acessar o mais recente post de nosso evangelista de cloud no blog sobre a pesquisa: Trend Micro Cloud Security Blog
  • Para saber mais sobre como a Trend Micro pode ajudar a proteger a sua transição para a nuvem, acesse http://www.trendmicro.com/cloud

Metodologia da pesquisa

1.400 profissionais de TI dos EUA, Reino Unido, Alemanha, Canadá, Índia, Japão e Brasil (200 respondentes de cada país) foram convidados a participar de uma pesquisa sobre computação na nuvem. Esses profissionais, de empresas com mais de 500 funcionários, são responsáveis por decisões de compra de serviços de computação em nuvem, virtualização de servidor ou soluções de vitualização de estrutura de desktop (Virtual Desktop Infrastructure - VDI).

 

Acerca de Trend Micro:

Trend Micro Incorporated, líder global em segurança em nuvem, proporciona a empresas e consumidores um mundo seguro para a troca de informações digitais, por meio da segurança para conteúdo na internet e gerenciamento de ameaças. Com mais de 20 anos de experiência, a empresa é pioneira em segurança para servidor. Nós oferecemos segurança altamente conceituada, baseada em cliente, servidor e em nuvem, que atende às necessidades de nossos consumidores e parceiros, impede ameaças mais rápido e protege dados em ambientes físicos, virtualizados e em nuvem. Potencializados pela infraestrutura Trend Micro™ Smart Protection Network™, nossos produtos, serviços e segurança líderes na indústria de cloud-computing impedem a ação de ameaças de onde quer que elas surjam, na internet, com o apoio de mais de 1.000 especialistas em inteligência de ameaças em todo o mundo. Para informações adicionais, visite www.trendmicro.com.


Siga a Trend Micro